Publicado em Deixe um comentário

Onde estão os pais?

Um comentário sobre “Onde estão os pais?

  1. Parabéns Camila, ótimo artigo, tens toda a razão, observo isso muito em noticiários onde a falta do pai firme e conciente dos seus atos, evitaria uma série de acontecimentos tristes. Abraço.

  2. Olá Camila,

    ótimo texto e bela imagem. Já acompanho seu blog há um tempinho, e também tenho acompanhado o programa de vocês na Rádio Vox. Parabéns, está excelente e cada dia melhor!

    Sou casada há quatro meses (e ainda sem filhos), mas desde já me interesso muito por educação em casa, pois é assim que pretendo educar os filhos que Deus generosamente há de mandar-me; e seu blog é para mim de grande inspiração.

    Que Deus possa abençoar e retribuir a generosidade de vocês em partilhar a vossa vida, pois tenho certeza que edifica a muitos (inclusive a mim e a minha família).

    Um grande abraço fraternal! 🙂

  3. Oi Camila,

    No último domingo meu marido ficou muito bravo indo à missa, pois achava que estávamos atrasados e disse que não gosta de ir, que não entende o que o padre fala (moramos nos EUA e ele não domina bem a língua), que ia obrigado, etc. Eu não obrigo ele a ir, mas sempre arrumo as crianças e ameaço ir sozinha com eles, oque claramente não sou capaz de cumprir, já que eles são bem pequenos (2 e meio e 2 meses) e está muito frio. Ele sempre tenta me convencer a deixar um em casa com ele.

    O problema é ele não ser convertido e achar que ir na igreja toda semana é coisa de "beata", que não querer usar métodos artificiais de concepção é doidera e impraticável. Sábado tivemos uma grande briga por causa disto e lembrei dos programas passados, fui para o quarto rezar, resolvida a não deixar aquele conflito sem solução naquela noite. Assim que terminei o terço, ele já começou a brincar como de costume e praticamente não precisei falar nada.

    Dei graças a Deus pelo programa de vocês e continuo pedindo por ele, pois vejo que aos poucos ele está se modificando, assim como vocês disseram, não estamos prontos. Eu não sou fácil de conviver e estou tendo que provar todos os dias o que Deus fez e faz em mim para tentar convencê-lo de que mudei por amor a Jesus.

    Obrigada pela obra de vocês!

  4. Muito obrigada, Tainá!

    Um grande abraço e que Deus abençoe vocês!

  5. Fico feliz que tudo tenha ficado bem, Amanda!

    Você se importaria, no entanto, de enviar-me o seu email direto para o email do blog? Gostaria, se você me permitir, de conversar um pouco mais a respeito. 😉

    Um grande abraço e fique com Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *